• 193 
  •  
  •  
  •  
  •  

Corpo de Bombeiros e Sedec-RJ participam de ação comunitária na Praça Seca

Corporação promoveu ações de proteção comunitária, prevenção de desastres e atendimento pré-hospitalar

 

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) e a Defesa Civil Estadual (Sedec-RJ) participaram, neste sábado (09.06), da ação comunitária na Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, promovendo ações diversas nas áreas de proteção comunitária, prevenção de desastres, atendimento pré-hospitalar e assistência social. O evento teve início às 8 horas. 

 

Os militares do Centro de Educação Profissional em Atendimento Pré-hospitalar (CEPAP) marcaram presença com exposição de materiais operacionais utilizados no Atendimento Pré-Hospitalar (APH) e com apresentação de palestras e demonstrações práticas de primeiros-socorros e prevenção de acidentes. A equipe da Diretoria de Assistência Social (DAS) esteve à frente de apresentações teóricas sobre sistema de saúde, previdência social, entre outros temas. Os agentes da Defesa Civil Estadual programaram ações de conscientização para a população sobre prevenção a desastres. A Banda Sinfônica da corporação também participou da ação durante todo o dia com um repertório eclético que variou de músicas brasileiras dos anos 80 até trilhas de filmes internacionais. 

 

Segundo o secretário de estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, esta vai ser a segunda participação da instituição em ações deste tipo, em uma iniciativa conjunta do Gabinete de Intervenção Federal e do Comando Conjunto, em parceria com agências dos governos estadual e municipal, instituições jurídicas e iniciativa privada.

 

 - Estaremos à disposição, sempre que necessário, contribuindo com a expertise dos nossos profissionais para oferecer serviços à população local - reforçou o secretário. 

 

Verônica Almeida, que levou os três filhos para a ação, participou das palestras de Defesa Civil da corporação. Para ela, foi uma satisfação poder proporcionar ensinamentos para a garotada. 

 

 - Eu já vivi situações de risco quando eu morava em Marechal Hermes. Passei por situações de alagamentos e inundações na minha rua e na minha casa. Sei o quanto é importante saber o que fazer nestes casos. Trouxe a minha família para aprender um pouco - disse ela. 

 

 Já a aposentada Georgina Simões, de 66 anos, moradora da Cidade de Deus,  aproveitou o evento para fazer teste de glicose e aferir a pressão. 

 

 - Isso aqui é uma estrutura bem montada. Fui bem atendida e ainda me ofereceram consultas de ginecologia, por exemplo -  admirou-se.